sexta-feira, 30 de março de 2012

Poderes baianos têm contratos com empresa de informática acusada pelo Fantástico


Os Três Poderes baianos têm contratos com a empresa baiana Ideia Digital, acusada pelo Fantástico de pagar propina em troca do desenvolvimento do programa Jampa Digital, em João Pessoa. O programa tinha como objetivo oferecer internet gratuita em pontos da capital paraibana. No entanto, segundo a reportagem do dominical da Globo, nenhum dos locais onde o serviço deveria estar funcionando apresentaram o sinal da internet. Levantamento do Política Livre no site Transparência Bahia detectou que contratos foram assinados pelo Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Assembleia Legislativa, por universidades baianas (UEFS, UNEB), secretarias (SECTI, Seinfra e Seplan), autarquias e Casa Militar do governo do Estado.

Em 2011, o maior contrato individual da Ideia Digital foi fechado com o Ministério Público, no valor de R$ 1.129.564,22, para compra de equipamentos e material. Já, neste ano, o maior valor foi encontrado em um contrato da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), R$ 193.446,19 pagos para reestruturação e ampliação da infraestrutura da rede de tecnologia.

A empresa publicou, em seu site, uma nota se defendendo das acusações feitas pelo Fantástico. “A Ideia Digital Sistemas Consultoria LTDA, vem apresentar o seu repúdio ante as afirmações veiculadas pela Imprensa, notadamente acerca do episódio envolvendo prepostos seus em atividades suspeitas. Tão chocados quanto aqueles que nos conhecem e sem precipitar julgamentos, tomamos todas as medidas cabíveis para o caso, no sentido de preservar a confiança daqueles que, por 20 anos, depositaram em nós a certeza da lisura e dos bons serviços. Afirmamos que não pactuamos com as práticas apresentadas e que haveremos de identificar as verdadeiras causas que nos levaram a esta dispensável exposição negativa. Nada deixará de ser esclarecido, pelo que nos posicionaremos sempre ao dispor daqueles que se interessarem pela verdade. Aos nossos clientes, nenhum contrato ou projeto será prejudicado, tranquilizando aqueles que acreditam nesta história de superação e sucesso, cujo novo capítulo haveremos de escrever nas páginas da nossa razão”, diz a nota.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.