sábado, 31 de março de 2012

Após rumores de golpe de Estado, China fecha 16 sites e detém seis

O governo da China deu neste sábado um novo golpe à liberdade de expressão na internet ao fechar 16 sites, censurar duas das mais populares redes sociais do país e deter seis pessoas em Pequim, depois que na semana passada circularam na rede rumores sobre um golpe de Estado. As páginas fechadas nesta operação, considerada uma das maiores intervenções das autoridades chinesa contra a internet, são, entre outras, populares foros como “meizhou.net”, “xn528.com” e “cndy.com.cn”, informou a agência oficial “Xinhua”. A medida também afetou as alternativas dos internautas chineses para o Twitter: os serviços de microblog mais populares do país, o “Sina Weibo” e o “QQ”, terão bloqueada até o dia 3 de abril a opção de deixar comentários. Além dos seis detidos por “fabricar ou disseminar rumores online”, esta operação, anunciada durante a madrugada e da qual participou a Segurança Pública de Pequim, inclui as “reprimendas” de outras pessoas que participaram da difusão dos rumores, assinalou o Escritório Estatal de Informação na Internet, responsável por controlar os conteúdos na rede chinesa. (Efe)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.