sábado, 31 de março de 2012

Entrevista: "Esse prefeito de Salvador está reprovado", diz Imbassahy


Na manhã de ontem o deputado federal, Antônio Imbassahy (PSDB) concedeu entrevista ao Programa do Bocão, da Rádio Sociedade. O ex-prefeito de Salvador se mostrou indignado com a atual situação da capital baiana, falou mal da gestão de João Henrique, atual prefeito de Salvador e revelou que será candidato novamente à prefeitura da cidade. Confira como foi a entrevista:

"Meu primeiro propósito é ajudar a cidade. Vamos fazer um debate sobre o trânsito, pois existem os engarrafamentos mas precisa ser feita alguma coisa pra resolver isso".

"Não há hipótese de eu ser candidato a vice. Por ter sido ex-prefeito durante oito anos, o partido me coloca em possibilidade de ser candidato novamente à prefeitura".

"Em qualquer cidade grande vai encontrar obras, planejamento, ação da prefeitura. Aqui não se vê nada em curso, nada que vá ajudar o trânsito. O líder do prefeito, Téo Senna deu nota sete a João Henrique, que a meu ver é uma nota de reprovação. As contas do prefeito de 2009 e 2010 foram rejeitadas, é a primeira vez que uma prefeitura do Brasil tem as contas rejeitadas. A nota do prefeito é muito baixa, ele está reprovado. As creches estão abandonadas. A cidade não tem planejamento nem controle, a cidade está permissiva, não tem limite para mais nada. Tem o problema de som na madrugada, mas não tem a quem recorrer".

"O lixão de Canabrava foi retirado na minha época, inclusive recebemos o prêmio de cidade mais limpa do Brasil. Fizemos um trabalho muito bom em parceria com o governo do Estado para fazer o projeto de aterros sanitários. O que se vê hoje é uma tristeza, principalmente na periferia. Pré-candidatos têm que se manifestar em relação a essa quantidade de lixo. É uma absurdo fazer uma solicitação dessa para comprometer Salvador para os próximos 20 anos".

"Sou a favor dos radares, mas não pode fazer das multas um meio para alimentar o caixa da prefeitura. Nas cidades mais avançadas, quantos menos multas tem, significa que o trânsito está fluindo. É uma questão de educação também".

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.