sexta-feira, 30 de março de 2012

Dilma não tratou da questão dos caças na Índia

A presidente Dilma Rousseff não tratou da questão da compra dos caças franceses Rafale, que conta com o apoio da Índia, durante as conversas que manteve com seus interlocutores indianos, afirmaram à AFP fontes ligadas à presidência brasileira. “Não se falou do Rafale”, assegurou uma fonte da equipe presidencial, antes de acrescentar que “não era o lugar para isso”. “A decisão brasileira não será tomada antes de maio”, depois do segundo turno da eleição presidencial francesa, acrescentou a fonte. Indagada pelos jornalistas sobre seus eventuais contatos sobre o tema durante sua visita à Índia, a presidente se limitou a manter silêncio. A imprensa brasileira contava que, no encontro de Rousseff com o primeiro-ministro indiano, Manmohan Sighn, o tema fosse abordado. O Brasil deve definir este ano uma licitação para a compra de 36 aviões caças no valor de 5 bilhões de dólares, num negócio em que competem o Rafale, da francesa Dassault, o F/A-18 Super Hornet, da americana Boeing, e o Gripen NG, da sueca Saab. Leia mais na Veja.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.