sexta-feira, 30 de março de 2012

Carlinhos Cachoeira trocou 200 ligações com editor-chefe da “Veja”, diz jornalista

O editor-chefe da revista Veja Policarpo Júnior trocou 200 ligações com o contraventor Carlinhos Cachoeira. Segundo o portal do Jornal do Brasil desta sexta-feira, a informação foi divulgada pelo blog do jornalista Luís Nassif. A informação faz parte das denúncias da Operação Monte Carlo, a mesma que flagrou a relação de Cachoeira com o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Nas ligações, o editor-chefe de Veja anteciparia informações da publicação ao contraventor. Segundo o portal, o ex-prefeito de Anápolis (GO) Ernani de Paulo concluiu que Cachoeira, Demóstenes e o jornalista Policarpo Júnior teriam “fabricado” a denúncia de Mensalão. De acordo com o ex-prefeito, Demóstenes era cotado para assumir o cargo de secretário de Segurança Nacional no começo do governo de Lula sob a condição de filiar-se ao PMDB. O senador gostou da indicação, mas acabou vetado por José Dirceu. A partir daí, a denúncia inicial do Mensalão seria o troco de Demóstenes pelo veto e, curiosamente, a reportagem que deu início às denúncias contra o governo petista foi assinada pelo mesmo Policarpo Júnior. (Portal Imprensa)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.