quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Secretário da Agricultura participa das comemorações dos 60 anos da CNA


Representando o governador Jaques Wagner, o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, participou em Brasília, com o diretor Geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, Adab, Paulo Emílio Torres, participando das comemorações aos 60 anos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, (CNA), e 20 Anos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, (Senar). Na manhã desta quarta-feira, (23), a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, abriu o seminário “Os Desafios do Brasil como 5ª Potência Mundial e o Papel do Agronegócio”, do qual o secretário e o diretor da Adab participaram, ao lado do ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro e de deputados ligados ao setor. Cerca de 1.500 lideranças da agropecuária participaram do evento. As comemorações foram encerradas no final do dia, com a presença da presidente Dilma Rousseff.

O secretário destacou que, além da importância de debater questões ligadas ao desenvolvimento da agropecuária no Brasil, sua presença teve também o objetivo de prestigiar o presidente da Federação da Agricultura do Estado da Bahia, Faeb, João Martins, que no dia 13 de dezembro será empossado como vice-presidente da CNA, durante a cerimônia de recondução da senadora Kátia Abreu à presidência da entidade.

Na abertura do seminário, a presidente da CNA falou sobre os desafios do setor agropecuário e lembrou que o Brasil não poderá suprir a demanda mundial adicional por alimentos se o País “virar as costas” para a ciência. Apontou, ainda, o compromisso dos produtores rurais com a preservação ambiental. “O Brasil tem 61% dos seus territórios intocados”, afirmou a senadora Kátia Abreu, ao lembrar que a agropecuária brasileira cresce “com respeito à diversidade de cada um dos biomas”.

O secretário executivo do Ministério da Agricultura, José Carlos Vaz, apresentou um esboço de projeto de uma nova política agrícola para o Brasil, um dos temas do seminário organizado pela CNA. O objetivo é garantir renda aos produtores rurais, o que será possível a partir da reformulação da política de seguro rural e dos mecanismos de subvenção, oferecidos por meio de leilões. Para o ministro da Agricultura, um dos desafios do governo é fazer com o “dinheiro chegue às mãos dos produtores rurais”. Defendeu, ainda, uma política que agregue valor à toda cadeia produtiva.

Os economistas Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central e sócio-fundador da Gávea investimentos, e André Esteves, CEO do BTG Pactual, além do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), participaram do debate sobre “Os Desafios do Brasil como 5ª potência econômica mundial”. Os especialistas discutiram o potencial da economia brasileira e a participação do agronegócio nesse processo. O evento foi encerrado com um show cultural e coquetel.

Ascom Seagri/CNA –Josalto Alves

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.