terça-feira, 22 de novembro de 2011

Cresce emissão de cheques sem fundos em outubro

O percentual de cheques devolvidos por falta de fundos no Brasil subiu para 1,92% no mês de outubro, segundo a empresa de consultoria Serasa Experian. Esse índice representa uma ligeira alta em relação ao total de setembro (1,82%). No comparativo com outubro do ano passado, quando a taxa ficou em 1,56%, a inadimplência subiu 0,36 ponto percentual.

Segundo os economistas da Serasa, a alta no mês de outubro ante setembro ocorreu em razão do Dia da Criança, que impulsionou as promoções e o uso de cheques pré-datados visando ao pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário.

No acumulado do ano, considerando os meses de janeiro a outubro, do total de cheques emitidos no País, 1,92% não foi compensado. No mesmo período de 2010, esse percentual ficou em 1,78%.

Se analisadas as regiões do País isoladamente, o maior índice de cheques devolvidos está na Norte, que de janeiro a outubro deste ano registrou 4,09%. Em seguida, aparecem o Nordeste (3,43%), o Centro-Oeste (2,52%) e o Sul (1,79%). A menor variação foi verificada no Sudeste (1,55%).

Entre os estados, o maior percentual foi registrado em Roraima, onde 12,15% dos cheques emitidos em 2011 apresentaram insuficiência de fundos. São Paulo foi o estado com o menor índice (1,44%).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.