segunda-feira, 18 de junho de 2012

UE critica falta de ambição em acordo final proposto pelo Brasil

A União Europeia (UE) criticou neste domingo a falta de ambição do documento que o Brasil propôs para as negociações finais da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20. "Embora haja coisas boas nele, o texto não parece cumprir com a ambição necessária nem com os resultados concretos que o Conselho Europeu pedia para desenvolvimento sustentável e uma economia verde inclusiva", assinala um comunicado divulgado em Rio pelo comissário europeu do Meio Ambiente, Janez Potocnik.
A UE afirmou que gostaria ver "metas e objetivos com cronogramas concretos" e mecanismos de controle para medir os progressos. O comunicado também asseverou que a UE "trabalha duro" para conseguir cumprir os desafios que a humanidade enfrenta, como o aumento de população em conjunto com a degradação dos ecossistemas. O grupo europeu incidiu que "ainda há tempo para melhorar as oportunidades de conseguir um resultado positivo, com boa vontade de todos os negociadores".
O objetivo do governo brasileiro é concluir nesta segunda-feira as negociações em torno ao texto criticado pela UE, na antevéspera do início da cúpula que vai reunir uma centena de chefes de Estado e de Governo. O Brasil apresentou sua proposta no sábado, que contempla um texto fechado e condensado, depois que na sexta-feira terminou sem acordo o período previsto para as negociações prévias à cúpula.
A ministra do Meio Ambiente do Brasil, Izabella Teixeira, defendeu neste domingo a proposta apresentada pelo Brasil e assegurou que a minuta trabalhada até sexta-feira era "aberta demais" para chegar a um acordo. "O Brasil apresentou um texto e tentou buscar as convergências. Se a União Europeia acredita que é pouco ambicioso, o que pode fazer é trabalhar duramente para conseguir um acordo", disse Izabella em declarações à Efe. ( Agência EFE )

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.