segunda-feira, 18 de junho de 2012

Quem chegar vai ter que botar para fora quem não faz nada

Deputado Marcio Marinho
Um dos deputados federais mais votados em Salvador, ligado à Igreja Universal, Márcio Marinho garante que a religião não terá qualquer influência na gestão caso seja eleito prefeito. Ele manifestou preocupação com o empreguismo que diz existir na atual administração e a aprovação da Lei de Ordenamento do Uso do Solo (Louos) sem a devida discussão com a sociedade civil organizada. Diz que o próximo prefeito tem a obrigação de rever a Louos, sob pena de o município continuar desrespeitando seus cidadãos. Leia entrevista completa em A Tarde (para assinantes).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.