quarta-feira, 20 de junho de 2012

DEM e PMDB negam pacto de não-agressão na eleição

Os acalorados debates entre postulantes à prefeitura de Salvador devem ficar restritos aos candidatos que estiverem em lados opostos na campanha de 2012. Nos primeiros dias em que o jogo político começou a se definir, ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT) trocaram farpas entre si, porém, sem atacar diretamente adversários que compartilham o mesmo posicionamento com relação ao Governo do Estado. Fora dessa polêmica, o PMDB nega que tenha firmado um acordo de cavalheiros com o DEM para evitar agressões durante o período eleitoral. “Em campanha, não existe acordo. Somos adversários, temos os mesmos objetivos. Só não concordo é que os ataques sejam pessoais”, relatou à Tribuna o presidente estadual peemedebista, Lúcio Vieira Lima. De acordo com o dirigente, “não vai haver agressão por parte do PMDB, independente de ser ACM Neto, Pelegrino, Alice Portugal (PCdoB) ou Bispo Márcio Marinho (PRB)”. Leia mais na Tribuna.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.