domingo, 17 de junho de 2012

“Infelizmente a democracia não chegou ao PR. Todo o PR municipal é de César Borges”, diz Maurício Trindade sobre candidatura

"Se o partido se entregar de corpo e alma ao PT o partido perde individualidade", garantiu Trindade.
O deputado federal Maurício Trindade (PR) compareceu a convenção do PCdoB neste domingo para “parabenizar”, a deputada Alice Portugal, pelo lançamento da candidatura ao Palácio Thomé de Souza, a quem chamou de “uma mulher de fibra”. Mas atraiu para si as atenções durante entrevista a imprensa. O médico bombardeou o ex-senador César Borges, presidente estadual do PR.
Ao ser questionado sobre a possibilidade de o partido lançar candidato próprio ele foi taxativo. “Infelizmente a democracia não chegou ao PR. Todo o PR municipal é de César Borges e vai acontecer do jeito que ele decidir”.
Segundo Trindade, a decisão de o partido apoiar o governo Wagner e de lançar candidato próprio são tomadas apenas pelo ex-senador. “Se o partido se entregar de corpo e alma ao PT o partido perde individualidade. Não é uma decisão democrática é unilateral e o doutor César está entregando o partido ao governador”, disparou de forma eloquente.
O deputado afirmou ainda que a legenda pode rachar, caso seja obrigado a apoiar o PT. “Se o PR apoiar o PT nós vamos exigir o apoio do PT e isso vai prejudicar o partido. Os deputados estaduais Elmar Nascimento e Sandro Régis podem assumir a postura de independentes”, concluiu.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.