quinta-feira, 31 de maio de 2012

Médicos da Sesab fazem paralisação de advertência

O secretário de Saúde da Bahia, Jorge Solla, foi à assembleia no Sindicato dos Médicos apresentar a proposta do governo Wagner para a recomposição da remuneração dos médicos da Sesab. Apresentou, mas não convenceu. Sem números precisos nem prazos definidos, a proposta não foi capaz de aplacar a insatisfação e a revolta dos médicos com o governo, de quem eles esperavam muito mais. A assembleia dos médicos da Sesab na quarta-feira, decidiu por uma paralisação dos atendimentos eletivos em toda a rede própria do Estado, nos dias 5 e 6 de junho. A greve de dois dias será uma advertência ao governo sobre a insatisfação dos médicos, que além de não agüentarem mais a remuneração aviltante, sofrem com a precariedade das condições de atendimento nos locais de trabalho. ( Politica Livre )

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.