quinta-feira, 31 de maio de 2012

Fora do Flamengo, Ronaldinho admite dar um tempo na carreira para cuidar da mãe

No dia em que encerrou seu vínculo com o Flamengo, Ronaldinho Gaúcho recebeu a reportagem do UOL Esporte em sua casa na Barra da Tijuca e rompeu o silêncio de quase oito meses - a última coletiva foi em outubro e ele pouco falava no gramado após os jogos. Na entrevista exclusiva, o jogador negou falta aos treinos nesta semana, se emocionou ao falar da rescisão e disse que por enquanto vai deixar o futebol de lado para cuidar da mãe, dona Miguelina.


A mãe do jogador foi submetida à cirurgia para retirada de tumor em hospital de Porto Alegre e Ronaldinho chegou a ser liberado de alguns treinos para acompanhá-la. “Por mais que tentasse, não tinha como, a cabeça estava em Porto Alegre. Agora, vou aproveitar para dar um tempo e cuidar da minha mãe. Isso é o mais importante no momento”, disse.
Ao receber a reportagem do UOL Esporte, Ronaldinho não escondeu a chateação com o momento vivido. O jogador estava com os olhos marejados, se ausentou para lavar o rosto, mas permaneceu com o semblante de choro. Ele falou sobre a decisão de acionar a Justiça do Trabalho para romper o vínculo com o Flamengo.
“Tentei esperar até onde deu, mas tem uma hora que precisamos dar um basta. Chega, né? Resolvi acionar meus advogados e encerrar esse ciclo. Fico triste pelos amigos que deixei lá dentro, pelo carinho da torcida e só”, falou. O meia deixou claro o desgaste com a diretoria, mas evitou disparar contra os cartolas rubro-negros. ( Leia mais )

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.