segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Porto Seguro: envolvimento de servidores não contamina concessão de aeroportos, avalia líder do governo

O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), não acredita que o envolvimento de funcionários de agências reguladoras em um esquema de corrupção investigado pela Operação Porto Seguro, da Polícia Federal (PF), contamine o processo de concessão de aeroportos. Para o líder governista, o fato de um servidor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estar envolvido no escândalo de beneficiamento de empresas privadas não é suficiente para levantar suspeitas sobre o processo de concessão, que está sendo promovido pelo governo para entregar alguns terminais aeroportuários do país à iniciativa privada. “Não vejo indício de contaminação, o governo afastou quem tinha que afastar”, disse nesta segunda-feira (26) o senador. Eduardo Braga também declarou que os ministros da Justiça, Luiz Eduardo Cardozo, e da Advocacia-Geral da União, Luiz Inácio Adams, estão disponíveis para prestar esclarecimentos ao Congresso Nacional sobre suas relações com alguns dos envolvidos nas investigações da PF. Leia mais na Agência Brasil.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.