domingo, 29 de abril de 2012

Real levanta cabeça, bate o Sevilla e pode ser campeão neste domingo

Time merengue deixou de lado a doída eliminação na Champions League, venceu por 3 a 0 e torce por uma derrota do rival Barcelona, mais tarde, para sagrar-se campeão espanhol

Apenas quatro dias após ser eliminado na Uefa Champions League, o Real Madrid voltou a campo neste domingo disposto a levantar a cabeça e se reerguer do golpe. Conseguiu. O time merengue superou o Sevilla por 3 a 0 no Santiago Bernabéu em duelo da 36ª rodada do Campeonato Espanhol e pode terminar o dia como campeão nacional após três temporadas.

Para isso, precisa que o arquirrival Barcelona perca seu jogo contra o Rayo Vallecano mais tarde, fora de casa. Isto porque com o triunfo, a equipe da capital chegou a 91 pontos contra 81 do time blaugraná, restando apenas três rodadas para o fim da disputa. Assim, se cair, o grupo de Pep Guardiola só poderá ir a 90 e não alcançaria mais os comandados de José Mourinho.

O ataque que chegou à jornada como o melhor da história em uma temporada do Espanhol, com 109 gols, voltou a brilhar. Cristiano Ronaldo e Benzema, duas vezes, foram às redes, aumentaram a marca para 112 e garantiram o triunfo que serviu para recuperar a equipe da queda para o Bayern de Munique e retomar o ânimo da torcida, que voltou a cantar entusiasmada no mesmo local onde sofreu há alguns dias.

Para o português, o gol significa um passo a mais na briga particular que trava com Lionel Messi pela artilharia de La Liga. Ele chegou a 43 com o deste domingo, anotado aos 19 minutos do primeiro tempo, enquanto o argentino soma 41. Benzema sentenciou a vitória logo no início da segunda etapa, com gols aos quatro e aos sete minutos.

O placar elástico não reflete o que foi a partida como um todo, especialmente em seu primeiro tempo, quando o Sevilla atacaou bastante o Real Madrid e teve um gol legal de Fazio, anotado aos quatro minutos, ou seja, quando ainda estava 0 a 0, anulado de forma errada pela arbitragem. Mesmo com o 1 a 0, os visitantes tiveram chances de passar por Casillas, mas Negredo não estava em um dia feliz. A determinação da equipe acabou com os gols de Benzema no ínio da etapa final.

Se o domingo pode terminar com título e festa, pode também ter dado uma pista importante sobre o futuro de Kaká. Muito criticado após a apresentação ruim que fez diante do Bayern de Munique, o brasileiro passou todo o tempo no banco diante do Sevilla, mesmo com Mourinho tendo feito as três alterações que tinha direito - colocou Albiol, Khedira e Callejón nos lugares, respectivamente, de Xabi Alonso, Granero e Di María.

No sábado, o jornal francês "L'Équipe" noticiou que o meia reuniu-se com o presidente do Paris Saint-Germain na semana anterior à eliminação do Real na Champions League e que pediu uma conversa com o técnico da equipe, o italiano Carlo Ancelotti, o mesmo que o dirigiu no Milan. ( ESPN )

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.