quinta-feira, 19 de abril de 2012

“Não se combate seca com propaganda”, diz Heraldo Rocha

Indignado com a situação de emergência em que se encontram centenas de municípios do semi-árido baiano, o ex-deputado estadual, Heraldo Rocha, denuncia o escândalo de Nova Redenção, que está virando uma cidade fantasma, por causa da evasão dos habitantes devido à falta de água. “Nessa região, há a barragem Bandeira de Melo, feita por Paulo Souto, e até hoje se desconhece o aproveitamento da água deste reservatório que hoje tem 96% de volume útil, segundo o próprio Inema, órgão do governo. Se alguma coisa fosse feita, a seca seria atenuada na Chapada”. Para o vice-presidente do Democratas, não cabe a um chefe de estado ser um vendedor de ilusões. “Até o ano passado, não faltavam imagens do ‘Água para Todos’ nas tevês e outdoors, com água transbordando pelas torneiras dos baianos. Agora a propaganda do ilusionista Jaques Wagner saiu do ar e a realidade se apresenta dolorosa com a previsível seca, castigando milhões de baianos”. Heraldo Rocha lamenta que o legado de Jaques Wagner para a Bahia seja só propaganda. “Está na hora de trabalhar, governador. Desça do helicóptero e tome pé da realidade. O problema da seca não se resolve com cisternas. O senhor precisa seguir o exemplo de governos anteriores, que fizeram barragens como Pindobaçu, Pedras Altas, França, Aimpim, Ponto Novo, Apertado, Bandeira de Melo, Santana e Cristalândia”, alfinetou. ( Politica Livre )

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.