sábado, 21 de janeiro de 2017

Emoção marca entrega de medalhas e troféu a campeões da Chape

Emoção e lágrimas antes de a bola rolar na Arena Condá. Os sobreviventes do acidente aéreo e os familiares dos falecidos no acidente aéreo da Chapecoense receberam neste sábado as medalhas e o troféu de campeão da Copa Sul-Americana.
A homenagem ficou marcada pela emoção dos presentes. O goleiro Jackson Follmann, um dos sobreviventes, chorou muito ao receber a homenagem.
Torcedores também se emocionaram com o ato, que também contou com as presenças de Mauricio Galiotte e Antonino Jesse Ribeiro, presidente e segundo vice do Palmeiras.
Os familiares dos jogadores mortos subiram em um palco para as medalhas de campeões. Neto e Alan Ruschel se aproximaram também para consolar os parentes, especialmente as esposas dos atletas falecidos.
Uma cena marcante encerrou a cerimônia. Jackson Follmann, que amputou parte da perna direita, deixou o gramado com o troféu de campeão no colo, com o também campeão Nivaldo empurrando a cadeira de rodas.
Muito emocionado, Follmann respondeu de maneira tímida ao apoio dos torcedores. Os sobreviventes assistirão o confronto em um camarote da Arena Condá.

Elenco da reconstrução é apresentado

Depois da homenagem a familiares e sobreviventes, uma nova Era se inicia. O novo elenco, formado em um espaço de pouco mais de 50 dias, foi apresentado aos torcedores antes do amistoso.
Um a um, os jogadores acenaram ao público e tiveram os nomes anunciados na Arena Condá.
A Chapecoense pisou no gramado com uma homenagem ao Palmeiras, adversário deste sábado, no próprio uniforme: o símbolo do atual campeão brasileiro foi estampado no centro da camisa.
O Palmeiras também atuará com o símbolo da Chapecoense estampado no centro da camisa. Os dois clubes tratam o duelo como o 'jogo da amizade'.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.