domingo, 25 de agosto de 2013

Em "Amor à Vida", Lutero enfrenta César e o chama de velho babão


  • Lutero Moura Cardoso (Ary Fontoura)
Desde que o cirurgião-chefe do hospital San Magno foi afastado do cargo, a amizade entre Lutero (Ary Fontoura) e César (Antonio Fagundes) não foi a mesma. Para piorar, todas as tentativas do médico em abrir os olhos de César sobre as artimanhas de Félix (Mateus Solano) também não tiveram bons resultados. Revoltado com a internação de Paloma (Paolla Oliveira) em uma clínica psiquiátrica, Lutero resolve ajudar Bruno (Malvino Salvador), Ordália (Eliane Giardini) e Pérsio (Mouhamed Harfouch) a botarem em prática um plano de resgate.
Na cena, que deve ir ao ar no dia 10 de setembro em "Amor à Vida", a diretora da clínica chega e tenta impedir a remoção de Paloma. Lutero então aciona o alarme de incêndio causando uma gritaria entre os pacientes. Na confusão, Bruno consegue sair com Paloma e ela é levada para casa de Lutero. Pouco tempo depois, a diretora da clínica liga para César e conta sobre o incidente. Irado, o dono do San Magno vai tirar satisfações com o médico e o chama de "velho gagá". Lutero não perde a chance e, além de chamar Aline (Vanessa Giácomo) de "piranha", chama César de "velho babão".
Veja como será o diálogo:
LUTERO — Eu sou mais velho que você, fui amigo do seu pai, você me deve respeito. Até agora eu engoli tudo, César. Aceitei quando fui afastado dos cargos de diretor clínico e cirurgião chefe porque as minhas mãos tremem. Eu realmente estou velho, não posso mais operar. Mas isso não me impedia de continuar sendo o diretor clínico do hospital.
CÉSAR  — Você está me afrontando, Lutero?
LUTERO — Eu te afronto quantas vezes precisar, César. Mas isso sim, é um gesto de amizade. Apontar o dedo pra ferida, mostrar o erro, é ser mais amigo do que quem só faz elogios. Para de ser hipócrita, César. Você fala tanto em família, como se fosse o exemplo de um homem de respeito. Mas não é. Você tem uma amante. Quer um conselho? Largue aquela piranha.
CÉSAR — A Aline não é uma piranha. Limpe a boca antes de falar dela.
LUTERO — É piranha, sim. Você me chama de velho gagá e eu te chamo de velho babão. Largue essa piranha enquanto é tempo, ou vai perder a sua família!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.