quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Dilma tem obrigação moral de garantir corte menor na conta de energia elétrica, diz Aécio

O senador Aécio Neves (PSDB) repudiou veementemente nesta quarta-feira (5) as declarações feitas pela presidente Dilma Rousseff, que responsabilizaram os tucanos pelo corte menor na conta de energia elétrica a partir de 2013. Aécio disse que Dilma e PT têm a obrigação moral de garantir a redução média de 20% já prometida, sob o risco de cometer “estelionato eleitoral”. O tucano argumentou em entrevista no Senado que o governo Dilma foi autoritário quando tomou a decisão sobre as renovações das concessões e o corte na conta de energia sem ouvir as empresas. “Lamentavelmente o viés autoritário do governo se faz presente. O governo em nenhum momento discutiu com quem quer que fosse, com os outros parceiros que são parte desse processo, a forma mais adequada para se chegar a essa isenção”, disse Aécio. Ele destacou que Dilma está tomando o caminho errado nessa questão. “O caminho para isso não é a desorganização do sistema. Não é levar a insolvência para as empresas do setor que precisam continuar investindo em energia. O caminho é o governo desonerar mais as contas de luz. Basta o governo isentar o PIS/Cofins da conta de luz que ela será reduzida em cerca de 9%. Basta o governo retirar a taxa de fiscalização da Aneel, que nem é repassada à Aneel, porque serve para o superávit primário, que essa conta será reduzida mais ainda.” Leia mais no Estadão.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.