terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Roth credita derrota do Inter à falta de pontaria



O técnico Celso Roth, do Internacional, admitiu que faltou pontaria à equipe brasileira na derrota para o Mazembe (RDC) por 2 a 0 em jogo válido pelas semifinais do Mundial de Clubes da Fifa. Para o treinador, não basta ter o controle de uma partida se, em poucos lances, o adversário conseguiu surpreender.

- Oportunidades foram criadas, no mínimo seis durante o jogo. O que faltou foi conclusão. Méritos para o goleiro mas demérito nosso porque tivemos oportunidades. É uma situação que me preocupa. Eles tiveram dois chutes a gol e fizeram os dois gols. Nós dominamos e criamos chances que não adiantaram. Temos que melhorar isso - analisou.

O técnico se mostrou tranquilo ao falar sobre seu futuro no clube. O atual vínculo está próximo do fim e as eleições serão fundamentais para sua permanência.

- Tenho contrato com o Internacional até o dia 31 de dezembro. O clube passa por um processo eleitoral e vamos esperar para ver o que vai acontecer. Trabalhar no Inter é sempre muito interessante. A diretoria está aí para analisar e ver o que está acontecendo - explicou.

O fato de ficar marcado como o primeiro técnico de um time sul-americano a ser eliminado antes da final do Mundial, não preocupa o treinador, que está satisfeito com a evolução do futebol africano.

- Já estava na hora, infelizmente aconteceu contra o Internacional. Devemos carregar isso e acho que não é nenhuma desonra, pelo contrário. A África vem melhorando - exaltou.

Roth lembrou que, apesar de o Inter ter jogador melhor contra o Mazembe do que o Pachuca, a derrota brasileira foi mais sofrida.

- Tivemos mais oportunidades que o Pachuca, jogamos melhor do que o Pachuca e tivemos uma derrota pior que a do Pachuca - comparou.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.