sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Sondado na seleção japonesa, Oswaldo se nega a comentar: 'Não falo em hipóteses'

Oswaldo de Oliveira durante treino do Palmeiras nesta quinta-feira
Cogitado como possível nome para assumir o comando da seleção japonesa, ao lado de Leonardo e Levir Culpi, Oswaldo de Oliveira não quis se pronunciar sobre o assunto durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, após o treino do Palmeiras. O treinador destacou que tem compromisso com a equipe paulista e que são apenas especulações.
"Sou um profissional com contrato assinado. Não posso falar em hipóteses. Fica uma coisa muito vaga. Especulações sempre existem. Então, nem precisamos falar sobre isso aqui dentro", declarou o treinador, que tem contrato com o Palmeiras até o final de 2015, quando questionado se deixaria propostas de lado para se tornar ídolo aqui.
Oswaldo e os outros técnicos brasileiros surgiram como possíveis substitutos de Javier Aguirre, demitido da seleção japonesa no inicio de fevereiro. O técnico da equipe alviverde teve passagem marcante pelo país, com o Kashima Antlers de 2007 a 2011, quando conquistou três títulos do Campeonato Japonês, dois da Copa do Imperador e da Supercopa Japonesa, além de um da Copa da Liga.
"É maravilhoso ter esse trabalho reconhecido. Me sinto orgulhoso quando sou mencionado, porque traz a tona o que aconteceu lá. Quem está aqui. Não tem dimensão do que é isso", completou.
O mexicano Javier Aguirre foi demitido após a Copa da Ásia - caiu nas quartas de final, a pior campanha do Japão em 20 anos -, principalmente por causa do escândalo de manipulação de resultados de um jogo do Campeonato Espanhol do qual ele é um dos acusados de envolvimento (o que sempre negou).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.