sábado, 12 de abril de 2014

Obama diz que há ameaça contra direto ao voto nos EUA


Barack Obama
O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que os direitos ao voto estão sob a pior ameaça vinda dos republicanos desde a aprovação da lei histórica de 1965 que marcou a expansão dos direitos para milhões de afrodescendentes norte-americanos e outras minorias.”A verdade gritante e simples é esta: o direito de voto está ameaçada hoje de uma forma que não ocorria desde que o Ato de Direito Eleitoral tornou-se lei quase cinco décadas atrás”, disse Obama a uma multidão de cerca de 1.600 pessoas em uma conferência de direitos civis em Nova York. O presidente prometeu que não deixará os ataques contra os direitos eleitorais passarem em branco, mas ele não ofereceu detalhes sobre ações específicas que a administração planeja tomar. No ano passado, sete Estados aprovaram restrições eleitorais, que vão desde a redução nos períodos de voto até requisitos de identificação, de acordo com o Centro Brennan para a Justiça na Escola de Direito da Universidade de Nova York. A Estado da Carolina do Norte, por exemplo, adotou uma exigência de identificação com foto, eliminou inscrições no dia da eleição e reduziu o número de dias de votação antecipada. O total 34 Estados aprovou leis que exigem que os eleitores mostrem alguma forma de identificação nas urnas.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.