sábado, 28 de janeiro de 2012

‘Vamos atuar não importa o aplauso ou a crítica’, diz Marco Aurélio Mello


'Nessa quadra psicodélica, tudo é possível', diz ministro Marco Aurélio Mello

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou neste sábado, 28, que a Corte tem de atuar de forma independente, não se curvando a pressões e ao clamor público. “Vamos atuar pouco importando o aplauso ou a crítica”, disse. Ao ser indagado sobre declarações de magistrados de que por trás da crise do Judiciário estaria o processo do mensalão e de que o STF estaria “emparedado”, como revelou o Estado, o ministro foi direto: “Nessa quadra psicodélica, tudo é possível.” Procurado por meio de sua assessoria, o presidente do Supremo, Cezar Peluso, não quis comentar as manifestações feitas pelos magistrados durante um encontro em Teresina, no Piauí. Para Marco Aurélio, ao contrário do que deveria ser, existe atualmente no Supremo “uma preocupação muito grande em relação à repercussão das decisões”. “O dia em que atuarmos de acordo com o clamor público estaremos mal”, afirmou. “Nos meus quase 22 anos de STF nunca houve isso.” (Estadão)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.