quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Menor praia do mundo fica na Espanha e não tem acesso direto ao mar; Veja fotos

A água salgada que cria a curiosa praia vem do Atlântico, da região do Mar Catábrico, através de túneis subterrâneos que atravessam as falésias que separam o paradisíaco local do oceano

Declarada Monumento Natural da Humanidade pela UNESCO desde 2001, Gulpiyuri é uma rara praia de água salgada sem contato com o mar. Localizada nas Astúrias, ela depende diretamente do ciclo das marés do oceano que está a 100m de distância.


É possível existir uma praia de água salgada sem mar? Na Espanha, na região das Astúrias, há uma praia que se enquadra nestas características ao 'brotar' entre as rochas durante algumas horas por dia. Considerada a menor praia do mundo pelo "Guinness Book", com 40 metros de comprimento, Gulpiyuri é mais famosa entre os turistas por suas águas translúcidas e ondas que surgem "sem explicação" do que pelo recorde.
Na realidade, a água salgada que cria a curiosa praia vem do Atlântico, da região do Mar Catábrico, através de túneis subterrâneos que atravessam as falésias que separam o paradisíaco local do oceano. Com menos de um metro de profundidade e águas cristalinas, a pequena praia ganha constantemente à visita de belos e coloridos peixes que chegam junto com a subida da maré. Para sorte dos turistas que visitam o local, a praia permanece boa parte do dia com água.
Situada a cerca de 100 metros da costa, Gulpiyuri depende exclusivamente dos ciclos da maré. Durante o período de baixa, a praia desaparece e só ressurge quando a água sobe. Com um mar tranquilo, a 'lagoa salgada' também possui pequenas ondas que são criadas conforme a movimentação no oceano do outro lado das falésias.
Curiosamente, antes de Gulpiyuri se transformar num ponto turístico, o lugar era frequentado apenas por agricultores que produziam nas vastas e férteis terras locais. Após ser 'descoberta' no início do século XIX, a praia demorou a ganhar fama e só conseguiu destaque após a região das Astúrias entrar no mapa do turismo europeu.
Antes de Gulpiyuri ser uma praia sem ligação com o mar, a região era uma grande caverna com acesso apenas pelos túneis que hoje servem de caminho para a água vinda do oceano chegar ao local. Com o tempo e o desgaste das rochas ocorreu um fenômeno natural conhecido como dolina que é quando uma formação rochosa é 'dissolvida' pela erosão.
Como chegar
As passagens aéreas rumo a Oviedo, nas Astúrias, custam a partir de R$ 3410, com saídas de diversas cidades do Brasil. Os voos possuem escala e são operados por companhias nacionais e internacionais. O percurso até Llamas, cidade onde fica a "praia sem mar", pode ser feito de ônibus que possui saídas diárias da rodoviária de Oviedo.
O acesso até Gulpiyuri só é realizado a pé e a partir da praia de San Antolin, do outro lado das falésias. O percurso de 750 metros dura cerca de 20 minutos e possui uma vista idílica ao longo do caminho.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.