quinta-feira, 6 de novembro de 2014

BAHIA Campanhas eleitorais de Rui e Lídice deixam dívidas


Lidice da Mata (PSB) e o governador eleito, Rui Costa (PT)
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberou, ontem, a última parcela da declaração de gastos e doações dos candidatos que concorreram ao pleito deste ano. Por incrível que pareça, apesar das cifras milionárias de arrecadações, os concorrentes da corrida do Palácio de Ondina terminaram a disputa no vermelho, ou seja, não conseguiram fechar as contas.O líder das dívidas foi o eleito Rui Costa (PT). Apesar de ter sido o líder de arrecadações, com R$ 32.196.722,63 de doações de diversas empresas, correligionários e o próprio partido, o petista fechou o caixa devendo R$ 45.259.424,64. Subtraindo a diferença, há o acúmulo de R$ 13.062.702,01 em despesas para serem quitadas.Na mesa linha segue a candidata Lídice da Mata (PSB). Contudo, as cifras da socialista foram menores que a do vencedor do pleito. A senadora ainda deve R$ 2.250.216,33. Conseguiu arrecadar nos últimos meses R$ 5.710.550,02, mas gastou, conforme dados da Justiça Eleitoral, exatos R$ 7.960.766,35. Leia mais no Tribuna.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.