terça-feira, 1 de julho de 2014

BAHIA: GEDDEL DIZ QUE O GOVERNO ESTÁ RASGANDO DINHEIRO COM PROPAGANDA

unnamed (2)

Em entrevista na manhã de hoje (01) na rádio Tudo FM, concedida aos jornalistas Levi Vasconcelos, Evilásio Jr e Almir Santana, o candidato ao Senado da República pela chapa oposicionista, Geddel Vieira Lima (PMDB), disse que é discurso bobo querer dividir a Bahia em pobres e ricos, como o PT vem fazendo.

“Não nasci na Liberdade nem precisei ser pobre para saber que a fome e a pobreza precisam ser combatidas, não vi Deus para conversar com ele. Dividir a sociedade brasileira é ruim, não é bom porque precisamos de unidade para lutar pela Bahia. O candidato do PT (Rui Costa) nasceu na Liberdade, mas não mora mais lá, não anda de ônibus, não usa o SUS, não tem filho em escola pública, por isso não tem autoridade para falar. Somos indivisíveis, temos que dar oportunidade a todos, saúde de qualidade com centros regionais e hospitais, educação qualificada, priorizando parcerias com prefeituras para tirar creches do papel, e um candidato para ir ao Senado sabendo o que deve ser feito porque tem experiência em Brasília para fazer uma reforma tributária correta , discutir a maioridade penal, não fazer um discurso populista e demagógico, dividindo a Bahia em pobres e ricos. O problema é de todos e não vai ser resolvido com propaganda”, admitiu.

O peemedebista vê com otimismo a caminhada da chapa majoritária da oposição desde a pré-campanha. Para ele, a população está com esperança de que a chapa poderá fazer um bom governo.“As pesquisas estimulam, aquecem a militância, sinalizam o rumo correto, mas não definem eleição”, avaliou, indagado sobre a posição confortável que a oposição ocupa. Sobre pesquisas não registradas nem publicadas, Geddel falou que não tem como comentar porque é “conversa mole, tititi que não pode ser levado a sério porque serve apenas para espalhar boato”.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.