sábado, 5 de julho de 2014

Argentina vence Bélgica e está nas semifinais após 24 anos

Argentina vence Bélgica e está nas semifinais após 24 anos

A Argentina bateu a seleção da Bélgica na tarde deste sábado (5) pelas quartas de final da Copa do Mundo. A Albiceleste abriu o placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo com Higuaín. Perdendo por um gol, a Bélgica tentou o empate com contra ataques e jogadas aéreas, mas pecou nas finalizações e não conseguiu o empate.

O jogo

As duas equipes começaram a partida e se estudavam, tentando manter a posse de bola. O primeiro ataque veloz partiu dos pés da Argentina, quando Messi lançou para Lavezzi, que invadiu a área pela esquerda e tentou cruzar rasteiro, mas o zagueiro Kompany conseguiu fazer o corte. A Argentina conseguiu abrir o placar aos sete minutos do primeiro tempo, com Higuaín. Depois de um erro na saída de bola da Bélgica, Di María tentou um passe para Zabaleta. A bola desviou na marcação e sobrou para Higuaín, que chutou de primeira da entrada da área para marcar. Apesar de terem prometido exercer pressão sobre a Argentina, a Bélgica encontrava dificuldades para reagir após sofrer o gol. Aos 13 minutos, De Bruyne recebeu um passe na intermediária, conseguiu o chute de longe, mas a bola passou longe.
 
Argentina e Bélgica brigavam pela posse de bola na partida. Vencendo por 1 a 0, a Albiceleste buscava ampliar o placar para ter uma maior segurança em campo, enquanto os Red Devils queriam o empate ainda no primeiro tempo. Hazard tentou chegar pelo meio com uma jogada individual, mas foi travado entre Mascherano e Basanta. O defensor argentino tocou para Di María, que tentou ajeitar de letra para Higuaín avançar, mas a bola foi rápida demais e ficou com o goleiro Courtois. A Bélgica voltou a chegar com De Bruyne aos 25 minutos. O jogador chutou de longe, mas o goleiro Romero conseguiu fazer a defesa. A Argentina reagiu aos 27, quando Messi deu o passe para Di María, que tentou o corte, mas o zagueiro Kompany conseguiu travar a batida. No lance, Di María sentiu dores na coxa direita e teve que ser substituído por Enzo Pérez.
 
Uma das apostas da Bélgica para marca o gol, De Bruyne falhou muito no ataque. Alderweireld fez um lançamento para o camisa 7, que não conseguiu dominar a bola. Aos 38 minutos, Messi fez uma bela jogada individual e foi derrubado por Fellaini na entrada da área. O próprio camisa 10 cobrou, mas mandou a bola para fora. A Bélgica voltou a levar perigo para o goleiro Romero quando Vertonghen cruzou para Mirallas, que cabeceou com muito perigo e a bola passou rasteira pela linha de fundo. Com belos passes de bola, os Red Devils voltaram a chegar ao campo da Argentina. Quando Fellaini tentou o passe para Hazard finalizar aos 43 minutos, a defesa Albiceleste conseguiu o corte. Apesar dos dois minutos de acréscimos, as duas equipes mantiveram a bola no meio de campo e o primeiro terminou em 1 a 0.

Segundo tempo

Os dois times voltaram ao campo sem alterações. A Argentina começou bem o segundo tempo, e logo aos 2 minutos Messi cobrou uma bola que seria lançada na área, mas acabou mandando direto pela linha de fundo. A Bélgica tentou reagir com Vertonghen. Aos 4 minutos, o jogador recebeu pela esquerda e tentou o cruzamento, mas a bola bateu em Zabaleta e foi para a lateral. Com 5 minutos do segundo tempo, Higuaín chegou pela esquerda, invadiu a área e tentou o chute cruzado, mas a bola desviou em Van Buyten e foi para fora. Aos 9 minutos, Higuaín conseguiu um contra ataque em velocidade, driblou Kompany e chutou direto no travessão. A Argentina voltou a chegar com o contra ataque de Higuaín. Mesmo com Biglia livre, o atacante mandou para Messi, que não conseguiu dominar.

O técnico Marc Wilmots colocou o atacante Lukaku no lugar de Origi para tentar marcar o gol de empate, enquanto a entrada de Mertens no lugar de Mirallas fez com que De Bruyne passasse a jogar pela direita. A alteração logo deu resultado: aos 15 minutos, Vertonghen cruzou para Fellaini, que disputou com Demichelis e cabeceou para fora. Logo depois, a equipe voltou a chegar com um cruzamento, mas ninguém conseguiu alcançar a bola. Aos 19 minutos do primeiro tempo, De Bruyne cruzou rasteiro pela direita mas antes que Lukaku conseguisse chegar, Garay cortou de carrinho na direção do gol e Romero se jogou para fazer a defesa. A Argentina tentou o contra ataque aos 23 minutos, mas Alderweireld fez uma falta dura em Biglia e recebeu o cartão amarelo. Messi conseguiu invadir a área belga, mas, marcado por três jogadores, não conseguiu segurar a bola e a Bélgica recuperou a jogada. Os Red Devils passaram a pressionar a Argentina em seu campo de jogo e conseguiram uma falta perigosa aos 30 minutos de jogo pela esquerda da área argentina. Mertens, ao invés de cruzar na área, mandou a bola direto para o gol e a bola foi para fora.

O meia Messi estava muito bem marcado pela defesa belga. O jogador tentou uma jogada individual pela direita, mas dfoi desarmado pelo defensor Kompany. Zabaleta voltou a avançar quando chegou à linha de fundo e fez o cruzamento, mas a bola passou direto por Palacio. Aos 38 minutos, Fellaini recebeu uma bola alta na área e tentou o chute, mas o bandeirinha acusou a posição de impedimento. Logo depois, De Bruyne chutou e a bola desviou na zaga, indo para a linha de fundo. Messi voltou a tentar lançar Palacio na área da Bélgica, mas a bola foi muito rápida e Courtois saiu para defender com segurança. Aos 42 minutos, Fellaini voltou a receber pela direita e tentou girar para fazer o cruzamento, mas foi travado pela defesa. A Argentina, recuada, sofria com a pressão belga. A Argentina quase conseguiu ampliar o placar aos 48 minutos quando Messi recebeu e, sozinho, ficou cara a cara com Courtois, mas o goleiro saiu e fez a defesa. Na área argentina, Lukaku tentou chutar cruzado, mas a bola bateu na zaga e sobrou para Witsel, que chutou com força mas a bola foi para fora.


FICHA TÉCNICA
Copa do Mundo - Quartas de final
Argentina x Bélgica
Local: Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 5 de julho de 2014, sábado
Horário: 13h (de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Assistentes: Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)
Cartões amarelos: Biglia (ARG); Hazard, Alderweireld (BEL)

ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e Basanta; Mascherano, Biglia; Di María (Enzo Pérez), Messi e Lavezzi (Palacio); Higuaín (Gago). Técnico: Alejandro Sabella.
 
BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Van Buyten, Kompany e Vertonghen; Witsel, Fellaini, Mirallas (Mertens), De Bruyne e Hazard (Chadli); Origi (Lukaku). Técnico: Marc Wilmots.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/esportes/noticia/32772-argentina-vence-belgica-e-esta-nas-semifinais-apos-24-anos.html

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.