quarta-feira, 7 de outubro de 2015

BRASIL: PMDB deve anunciar afastamento do maior bloco da Câmara


O líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani
O anúncio do afastamento do PMDB do maior bloco da Câmara ocorrerá na tarde desta quarta-feira, 7, de acordo com lideranças envolvidas nas negociações. O PMDB junto com PP, PTB, PSC, PHS e PEN forma atualmente o maior grupo da Casa, com 149 deputados. “Vamos fazer uma coletiva para anunciar a formação do novo bloco sem o PMDB”, afirmou o líder do PSC, André Moura (SE). O único partido do bloco que deve permanecer ao lado do PMDB é o PEN que hoje conta com uma bancada com dois deputados. Segundo Moura, ainda não foi definido quem será o novo líder do bloco. Decisão que deve ocorrer somente na próxima semana. A ação para encerrar a aliança, segundo integrantes do governo e lideranças partidárias, é operada nos bastidores pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, como forma de “estancar” a ascensão política de Picciani, ocorrida após a ampliação da presença do PMDB no primeiro escalão do governo. Na análise de governistas ouvidos pela reportagem, a manobra de Cunha busca inicialmente rachar o bloco para depois dividir a bancada do PMDB na Câmara, o que resultaria no enfraquecimento de Picciani. Dessa forma, o líder peemedebista também ficaria inviabilizado para disputar a Presidência da Câmara em uma possível dobradinha com o PT em 2017, quando Eduardo Cunha encerra o mandato no comando da Casa. Leia mais no Estadão.
Estadão

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

.

.